Desigualdade Educacional: uma realidade a ser combatida

Desigualdade educacional é foco do Anuário Brasileiro da Educação Básica 2017[1]


Esse é o tema central da sexta edição do Anuário Brasileiro da Educação Básica, lançado pelo movimento Todos Pela Educação e pela Editora Moderna.

Enquanto 52,3% das crianças de 0 a 3 anos pertencentes aos 25% de famílias mais ricas da população estão matriculadas na creche no Brasil, apenas 21,9% das que pertencem ao quartil mais pobre já frequentam a Educação Infantil nessa idade. Ao passo que somente 65,9% dos jovens de 16 anos concluíram o Ensino Fundamental na região Nordeste, esse indicador é de 83,5% para o Sudeste. Já no Ensino Médio, a taxa de atendimento entre os jovens Brancos é 71%, mas entre os pretos e pardos é bem menor: 56,8% e 57,8%, respectivamente.

Como podemos ver os dados acima revelam as desigualdades educacionais que ainda existem em nosso País.

Por isso, a nova Edição do Anuário Brasileiro da Educação Básica 2017 tem como propósito a realização de uma

Leitura crítica e bem-informada da realidade educacional brasileira, com recortes inéditos e novas formas de organização das estatísticas, evidenciando a baixa equidade do nosso sistema educacional e os desafios que o PNE busca enfrentar.

Conheça a reportagem completa Clicando Aqui.



O Anuário Brasileiro da Educação Básica 2017 está disponível para download nos sites do movimento Todos Pela Educação (clique aqui para conferir) e da Editora Moderna (www.moderna.com.br).

 
Temas para Palestras

Clique Aqui e conheça alguns temas de palestras
Visite o nosso BLOG DE PALESTRAS
 
Inscreva-se em nosso Blog
E receba Notícias Educacionais em primeira mão!
Você pode se inscrever no próprio Blog logo acima (INSCREVER-SE) ou então, entrar em contato pelo site.

Obrigada pela Visita! 
Deixe seu Comentário...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Plano Nacional de Educação e Desenvolvimento Sustentável: uma interlocução necessária

ROTINA DE ESTUDOS EM CASA... SUCESSO NA CERTA!