As Aulas vivenciadas em cada dia... Práticas e Autoria!



Muito se fala sobre a necessidade de mudança em relação às Práticas Pedagógicas na/da Educação Básica. Fala-se também sobre a urgente necessidade de reformulação dos Currículos Educacionais dentre outras questões que são fundamentais para a garantia da Qualidade da Educação Básica.

Mas pouco se destaca sobre as aulas vivenciadas em cada escola das diferentes e diversas regiões desse imenso Brasil.

Aulas produzidas por profissionais que se comprometem a cada ano letivo com a efetivação do processo de ensino aprendizagem. Com isso ou por causa disso, produzem significativos projetos, organizam diferentes sequências didáticas, enfim, planejam as suas aulas de cada dia.

Mas a quantas anda a sua autoria? Que olhar se tem sobre as suas produções? 

Buscando refletir sobre tais questões o artigo de opinião intitulado professores, Aula e Autoria de Luciano Mendes de Faria Filho publicado na Revista Brasileira de Educação Básica destaca que:

“Cada aula que se encerra, que nós professores encerramos, é uma obra autoral complexa e acabada, apesar de incompleta. A sua articulação (ou encerramento!) num continuum – num currículo, por exemplo – é sempre uma aposta e, sobretudo, fruto de um trabalho narrativo elaborado a posteriori. Nessa perspectiva, a pesquisa sobre o currículo é uma indagação sobre uma falta que, baldados os nossos esforços e dos curriculistas os mais diversos, jamais poderá ser preenchida ou anulada”

“Se a autoria é uma forma por excelência de reconhecimento, qual poderia ser o nosso papel, como pesquisadores, para incentivar e reconhecer as práticas de autoria autonomamente desenvolvidas pelos nossos colegas da escola básica?”

Leia a reportagem completa Clicando Aqui!

Fonte:

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Plano Nacional de Educação e Desenvolvimento Sustentável: uma interlocução necessária

ROTINA DE ESTUDOS EM CASA... SUCESSO NA CERTA!