Postagens

Acesso à educação infantil é um grande desafio

Imagem
Acesso à educação infantil no Brasil ainda é menor do que em outros países
De acordo com estudo da OCDE, 60% das crianças de 3 anos e 37% das de 2 anos estão na creche. As médias de outros países são de 78% e 39%, respectivamente.
Em 2015, 79% das crianças brasileiras de quatro anos estavam matriculadas na pré-escola. A taxa é menor do que a de outros países da América Latina como Chile (86%), México (89%), Argentina (81%) e Colômbia (81%). O número também é menor do que a média (87%) da Organização para Cooperação do Desenvolvimento Econômico (OCDE), que divulgou estes e outros dados no relatório Education at a Glance nesta terça-feira, 12 de setembro. O estudo avaliou índices dos 35 países membros da entidade e de outros parceiros (entre eles, o Brasil)[1].
Leia a íntegra aqui

Formação Inicial e Continuada terá novo modelo

Imagem
Formação de professores em atividade terá novo modelo
A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) divulgou o Programa de Formação Inicial e Continuada para Professores da Educação Básica (Profic) no dia 22/09/2017 em Belém, durante a comemoração dos oito anos de atividades do Parfor na Universidade Federal do Pará (UFPA).
Segundo o diretor da CAPES
O novo programa vai atualizar o modelo do Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (Parfor). Entre as mudanças está o método de repasse. Os recursos financeiros serão repassados diretamente às instituições, com o objetivo de aumentar a eficiência da gestão. Também haverá mudança nos currículos dos cursos. “Precisamos de um projeto voltado para professores que estão em sala. A experiência deles tem que ser contemplada na formação”, enfatizou.
Para participar do Profic, instituições de educação superior (IES) atualmente integrantes do Parfor deverão apresentar novas propostas. O Parfor continua vigent…

Ensino Religioso Confessional nas Escolas Públicas: um grande retrocesso

Imagem
Os ministros decidiram que o ensino religioso pode ser confessional, ou seja, ter como professor o representante de uma religião específica.
Quando pensávamos que a perspectiva da pluralidade de ideias que estava sustentando a proposta da diversidade religiosa e que tais questões deveriam agora ser aprofundadas no sentido de incluir todas as religiosidades no debate educacional, nos deparamos com um triste retrocesso, que recoloca as religiões dominantes no leme das proposições.
Conforme destaca a Agência Brasil (EBC)[1]
O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu por 6 votos a 5, que o ensino religioso nas escolas públicas pode ter natureza confessional, isto é, que as aulas podem seguir os ensinamentos de uma religião específica.
Essa decisão contrapõe a proposta da Procuradoria-Geral da República (PGR) de 2010, quando destaca que o ensino religioso deve se pautar em princípios e conhecimentos que reconheçam a importância das diversas doutrinas, com foco no debate e na reflexão…

PROTAGONISMO ESTUDANTIL: Uma Prática Educativa em prol de uma Educação Transformadora

Imagem
“Protagonismo Estudantil é uma Prática Educativa que leva em contaimportância dos(as) ESTUDANTES... A importância da sua participação na elaboração, execução e avaliação das Atividades Escolares, em prol de uma EDUCAÇÃO TRANSFORMADORA”.
Esse foi o foco da palestra realizada para os(as) estudantes do 6º ao 9º ano da EMEF Santa Isabel localizada em Domingos Martins/ES.
A palestra foi proferida pela Orientadora Educacional, Ana Maria Louzada, numa parceria entre a Escola e o Instituto ARES.
A diretora Marivânia e as pedagogas Jacimara e Rosinelda da EMEF Santa Isabel têm buscado inserir os(as) estudantes nos debates e reflexões educacionais.
A ideia do encontro foi instigar os(as) estudantes sobre o sentido de Protagonismo Estudantil e Gestão Democrática, com vistas a compreenderem o sentido de REPRESENTANTE DE TURMA. O(a) representante de turma  representa as vozes de todos e todas nos espaços tempos de discussões e proposições, bem como articula condições de debates, reflexões e proposiçõe…

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO: Uma Metodologia de Gestão Compartilhada com foco na Qualidade da Educação Básica

Imagem
Precisa de ajuda para organizar um Plano de Trabalho que garanta a implementação de uma Gestão Estratégica de Qualidade?
É com base nessa premissa que realizamos as orientações no processo de planejamento do seu plano de trabalho, pois levamos em consideração as suas reais necessidades.
Desenvolvemos uma nova abordagem em planejamento estratégico de modo que primamos por uma Gestão Participativa.
Para que possamos alcançar a Qualidade da Educação Básica, necessário se faz Ações Estratégicas bem planejadas, implementadas, monitoradas e avaliadas.
Dentre as questões que precisam ser consideradas, destacamos a importância de se ter uma visão interdisciplinar dos Projetos Didáticos Pedagógicos a serem desenvolvidos.
Destacamos também a necessidade de se desenvolver uma Gestão Educacional, por meio de práticas objetivas, com foco no contexto em que vivemos.
E ainda, a organização do Projeto Político Pedagógico, deve garantir clareza em relação às ações políticas, administrativas e pedagógicas, c…